Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Ainda existe encanto nos pátios

Abandonados e esquecidos no tempo, longe dos olhares dos comuns, disponíveis apenas a alguns afortunados que neles vivem, convivem, desfrutam, e se refugiam nestes locais carismáticos e ao alcance de tão poucos.

 

Falo obviamente de pátios. Para alguns é apenas uma divisão de algumas casas, para outros um local quase sagrado, onde a saudade é um sentimento sempre presente, E vem-me imediatamente à memória o titulo do filme de Vasco Santana, o “Pátio das Cantigas”. Pois é, a lembrança não é pela fama do filme, mas pela sua história, pelo seu carisma e tradição, rico em histórias. Histórias essas, que vamos descobrir e desvendar aos poucos com a vossa ajuda nesta visita que vos proponho.

 

Seria uma tarefa compensadora e deslumbrante visitar todos os pátios, descobrir as suas histórias de amor, de paixão, de convívio familiar, de trabalho árduo, de brincadeiras inocentes de criancinhas que agora são adultos e idosos, tradições familiares, hobbies, jardinagem e muitas outras vivências por recordar.

 

Porém, não só as vivências me fascinam, também a arquitectura. Pedaços de muros remendados com um pouco de cimento comprado ali na loja da esquina, a pedra que tanto nos conforta, o musgo que se instala, os vasos velhos e sujos de terra que se acumulam em filas de flores fazendo um arranjo natural de feitios, cores e cheiros. A inevitável presença de materiais ferrugentos, portões, ferragens, ferramentas, e outros objectos. Aqui e ali espreita o tradicional tijolo, como remendo de um buraquito que apareceu, ou simplesmente como banco coberto de uma tábua velha que estava algures ali no canto e que pertencia a uma mobília da qual já ninguém se lembra.

 

Olhar para o tradicional gato que vagueia nas redondezas à procura de um pouco de comida que habitualmente lhe dão, hoje aqui, amanhã ali, dentro daqueles pratos que se encontram cheios de leite ou com restos de peixe do almoço, escondidos na sombra de uma sardinheira.

 

A presença do tanque de cimento, ou a pia, do tempo da Maria Caxuxa, o cheiro a sabão azul, daquele em barra, compõem aquele ambiente tradicional de um pátio com o estendal de roupa a secar ao vento e com aquela nesga de raios de sol que tão difícil são de recolher para alguns, os gritos da avó Matilde a chamar o Joãozinho para vir comer ou para ir pedir uns ovos à vizinha porque os seus não chegam para fazer aquele pão-de-ló delicioso, as tardes silenciosas com um murmurar do rádio sintonizado na Renascença a fazer companhia a uma velhinha a passar o tempo a fazer essas maravilhas em renda, tais como uma colchinha para a sua neta que vai casar, que cada vez mais se ignoram e mais raras se tornam.

 

Pois é….muito se poderia dizer sobre um pátio, a riqueza de um local, vila, aldeia ou mesmo cidade, pode estar um pouco escondida nestes locais e nos seus habitantes. Não devemos ignorá-los mais tempo, devemos recolher toda estas histórias, lembranças e culturas de um habitat tão pequeno e em vias de extinção.

 

Por isso vos peço, ide falar com os vossos pais, avós, tios vizinhos, levai um chá e uma bolachinhas, peçam para irem lanchar lá para fora, dentro do pátio, e descubram estas histórias e ambientes que estão a cair no esquecimento, tirem fotos deles, das plantas, dos gatos, dos pormenores que vos toquem mais no coração, apontem histórias, vivências, acontecimentos, segredos, passados nestes locais, para mais tarde mostrarem aos vossos filhos o significado daquela palavra que vem no dicionário e que deixou de existir fisicamente. O “pátio”

 

Apressem-se, não vamos perder tempo e comecemos a recolher este tesouro que anda por ai espalhado e desaproveitado, quem sabe se o nosso contributo não servirá para perpetuar o verdadeiro carisma destes locais e dos seus habitantes.

 

Para que a recolha seja feita em quantidade e qualidade suficiente para uma triagem rica em resultados, agradeço o envio dos testemunhos que bem entenderem para o e-mail ideiasolta@sapo.pt

publicado por Paulo Batista às 20:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O TERRORISMO DA CRISE

. Mobbing no local de traba...

. Mobbing no local de traba...

. Exposição "Rostos de Moça...

. Piquenique - Convivio - p...

. "Rostos de Moçambique" de...

. Guernica de Picasso em 3D

. ACRENARMO - Associação Cu...

. Exposição de Fotografia -...

. E se Obama fosse africano...

. Os melhores Links

. Fotos de Moçambique 2007 ...

. Apelo!!! - Procuram-se pe...

. O que fazer com o Magalhã...

. Um site escolar que vale ...

. ZÉ CARIOCA NO RIO(uma rar...

. Teste a sua TENDÊNCIA POL...

. Qual a idade do seu céreb...

. Salvem a Litratura Portug...

. Netemprego – Bolsa da tre...

. Tesouros perdidos - Music...

. Batalha de Aljubarrota- 1...

. Batalha de Aljubarrota- 2...

. Desenhos animados do noss...

. Empréstimo de blogue.

. Pluri e mono emprego

. Biografia - José Afonso (...

. Museu Virtual - Aristides...

. Um Video ESPECTACULAR - "...

. Já entrou dentro do cockp...

. O futuro forum de Leiria

. Contrariar a abstenção de...

. Oportunismo na Solidaried...

. Páscoa 2008

. M23 e o novo sistema de a...

. Cobertura pode contribuir...

. Ainda existe encanto nos ...

. Falar muito e não dizer n...

. Museu do coleccionismo

. I Antologia de Poetas Lus...

. Carta aberta ao Senhor Pr...

. Turismo – Um futuro para ...

. Um dia EU IREI A MOÇAMBIQ...

. Lançamento do livro "Pala...

. Mobbing ou Assédio Psicol...

. Portugueses à imagem do v...

. Rentabilizar o Castelo de...

. “Santos da casa não fazem...

. O Sr. Pedro

. Bica de Cultura

.arquivos

. Abril 2011

. Abril 2010

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. cultura(16)

. curiosidades(7)

. dia-a-dia(8)

. ideias(8)

. laboral(4)

. links(15)

. livro de reclamações(8)

. moçambique(8)

. património(10)

. património moçambique(6)

. prazer da vida(7)

. recordações(12)

. sociedade(20)

. tesouros(16)

. todas as tags

.subscrever feeds