Terça-feira, 17 de Junho de 2008

Pluri e mono emprego

 

 
Estamos todos fartos de ouvir falar no desemprego e nos problemas e dramas sociais provocados por ele. Estamos fartos de promessas de resolução deste problema, das garantias de mais postos de trabalho, de vencimentos melhores, etc.
O que nós estamos é ávidos de resoluções com pés e cabeça, esperamos da parte dos nossos governantes a coragem politica de tomar decisões e medidas que possibilitem a distribuição do emprego por todas as pessoas que nos rodeiam.
Essas medidas não precisam de ser complicadas como nos têm feito ver até agora. Para resultados bons, são necessárias medidas boas, e não necessariamente complicadas.
De certo concordam comigo quando digo que há demasiados tachos no nosso país….
Não chega mandar o problema para o ar, há que dizer o porquê, e como combater.
Assim, eu pergunto. Será mesmo necessário permitir a acumulação de cargos e funções? Acumulação de entidades patronais? Quantos desempregados não poderiam estar a trabalhar se para cada trabalhador fosse apenas permitido uma e só uma entidade patronal? Ouvimos frequentemente falar em fulano ou sicrano que além da profissão que têm, ainda é administrador disto ou daquilo e acumula o cargo de director da entidade não sei das quantas, etc.…
E para não estarmos a falar só em cargos de chefias, podemos também falar na classe média, em que por exemplo um professor exerce funções em não sei quantas escolas e ainda dá explicações por conta própria e se calhar ainda tem um part-time no jornal da esquina.
Outro exemplo mais flagrante é que alguns os médicos para além de trabalharem para o estado, num hospital ou numa casa de saúde, têm o seu consultório particular onde podem atender os mais desesperados que não conseguem uma resolução rápida junto aos serviços públicos. Deveriam sim exercer a profissão em exclusividade com o estado, ou caso não fosse essa a opção, trabalhar exclusivamente por conta própria.
Se houver casos em que tal seja mesmo necessário, bastava por um tecto para tal excepção, deixando assim de fora qualquer intenção de açambarcar tudo para um grupo restrito de pessoas.
Podem não ser medidas muito populares, mas se calhar reduzia numa boa fatia a percentagem de desempregados.
E se assim não chegasse, poder-se-ia permitir a alguns sectores que necessitassem, o aumento de horário de funcionamento, impulsionando a criação de mais postos de trabalho divididos por turnos. Quem sabe na função pública? Assim seria uma maneira de não despedir tanta gente.
Fica a ideia no ar, mesmo que seja disparatada, é para mim um ponto de partida para a resolução destes problemas gravíssimos que atravessamos.
publicado por Paulo Batista às 22:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O TERRORISMO DA CRISE

. Mobbing no local de traba...

. Mobbing no local de traba...

. Exposição "Rostos de Moça...

. Piquenique - Convivio - p...

. "Rostos de Moçambique" de...

. Guernica de Picasso em 3D

. ACRENARMO - Associação Cu...

. Exposição de Fotografia -...

. E se Obama fosse africano...

. Os melhores Links

. Fotos de Moçambique 2007 ...

. Apelo!!! - Procuram-se pe...

. O que fazer com o Magalhã...

. Um site escolar que vale ...

. ZÉ CARIOCA NO RIO(uma rar...

. Teste a sua TENDÊNCIA POL...

. Qual a idade do seu céreb...

. Salvem a Litratura Portug...

. Netemprego – Bolsa da tre...

. Tesouros perdidos - Music...

. Batalha de Aljubarrota- 1...

. Batalha de Aljubarrota- 2...

. Desenhos animados do noss...

. Empréstimo de blogue.

. Pluri e mono emprego

. Biografia - José Afonso (...

. Museu Virtual - Aristides...

. Um Video ESPECTACULAR - "...

. Já entrou dentro do cockp...

. O futuro forum de Leiria

. Contrariar a abstenção de...

. Oportunismo na Solidaried...

. Páscoa 2008

. M23 e o novo sistema de a...

. Cobertura pode contribuir...

. Ainda existe encanto nos ...

. Falar muito e não dizer n...

. Museu do coleccionismo

. I Antologia de Poetas Lus...

. Carta aberta ao Senhor Pr...

. Turismo – Um futuro para ...

. Um dia EU IREI A MOÇAMBIQ...

. Lançamento do livro "Pala...

. Mobbing ou Assédio Psicol...

. Portugueses à imagem do v...

. Rentabilizar o Castelo de...

. “Santos da casa não fazem...

. O Sr. Pedro

. Bica de Cultura

.arquivos

. Abril 2011

. Abril 2010

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. cultura(16)

. curiosidades(7)

. dia-a-dia(8)

. ideias(8)

. laboral(4)

. links(15)

. livro de reclamações(8)

. moçambique(8)

. património(10)

. património moçambique(6)

. prazer da vida(7)

. recordações(12)

. sociedade(20)

. tesouros(16)

. todas as tags

.subscrever feeds