Segunda-feira, 30 de Abril de 2007

Amizade pura e crua

A definição de amizade é…….
Não, não sei. Até hoje não consegui definir o que entendo por amizade. Varia tanto de pessoa para pessoa, que muito dificilmente poderemos atribuir-lhe um padrão, mesmo que seja no ponto de vista pessoal.
As pessoas são tão diferentes, com maneiras de reagir tão distintas perante as mais diversas situações, são mais ou menos presentes na nossa vida, mostram mais ou menos os sentimentos, pertencem ao estereotipo de pessoas mais ou menos educadas, têm ou não interesses em comum, assim como outras características, mas mesmo assim podem fazer parte do grupo pelas quais temos amizade.
Caracterizar alguém como nosso amigo hoje em dia, é tarefa difícil, muito difícil. Há quem só permita a entrada de pessoas para o grupo de amigos ao fim de muito tempo, de apreciar bem a outra, de a testar, impondo condições de maneiras de pensar, gostos comuns e provas de merecer a confiança pretendida, outras, pelo contrário, têm a virtude, ou não, de dar tudo o que têm logo no inicio, embora tal característica traga muitas vezes dissabores do género traição e desilusão.
Na minha opinião a amizade não é algo que se possa classificar, mas sim sentir.
No meu caso, já apanhei muitas desilusões, e ainda continuo e continuarei a tê-las (acho que sou um caso perdido), sou do tipo de pessoa que tem como lema: “amigo até prova em contrário”.
Também se pode dizer que a amizade, por vezes não é correspondida com a mesma intensidade, não querendo isso traduzir mais ou menos apreço pelo outro, apenas são sentimentos subjectivos.
Costuma-se ouvir dizer que nos momentos difíceis é que os verdadeiros amigos se revelam, mas estaríamos a ser injustos para com os outros, pois nem todos eles poderiam ajudar da mesma forma ou até aperceberem-se de alguma dificuldade pela qual passamos. É tudo muito relativo.
No final das contas, considero-me sortudo, porque tenho muitos amigos e amigas, não tenho tempo suficiente para dar atenção a todos como pretendia, de conviver mais assiduamente, enraizar ainda mais a nossa amizade, mas não seja por falta de tempo ou distância que a amizade perde a força.
Tenho vários exemplos que o podem comprovar. Amigos que vivem muito longe, que os vejo com intervalos de meses, outros que já não os vejo há anos, outros que só os vejo anualmente, outros que vejo todos os dias, outros que vivem perto de mim e que mesmo assim poucas vezes os vejo. Acontece que, com todas estas contrariedades, a amizade não se perde.
Talvez uma das características a amizade é o facto de que quando pensamos em alguém que nos é querido, imediatamente dá-nos vontade de ir ao encontro dele, e mesmo que não possamos ir nesse instante, faz-nos prometer a nós mesmos que vamos arranjar um tempinho e agendar um encontro, nem que seja para um cafezito.
 
A definição da amizade, é no mínimo pessoal e no máximo individual.
tags:
publicado por Paulo Batista às 00:54
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O TERRORISMO DA CRISE

. Mobbing no local de traba...

. Mobbing no local de traba...

. Exposição "Rostos de Moça...

. Piquenique - Convivio - p...

. "Rostos de Moçambique" de...

. Guernica de Picasso em 3D

. ACRENARMO - Associação Cu...

. Exposição de Fotografia -...

. E se Obama fosse africano...

. Os melhores Links

. Fotos de Moçambique 2007 ...

. Apelo!!! - Procuram-se pe...

. O que fazer com o Magalhã...

. Um site escolar que vale ...

. ZÉ CARIOCA NO RIO(uma rar...

. Teste a sua TENDÊNCIA POL...

. Qual a idade do seu céreb...

. Salvem a Litratura Portug...

. Netemprego – Bolsa da tre...

. Tesouros perdidos - Music...

. Batalha de Aljubarrota- 1...

. Batalha de Aljubarrota- 2...

. Desenhos animados do noss...

. Empréstimo de blogue.

. Pluri e mono emprego

. Biografia - José Afonso (...

. Museu Virtual - Aristides...

. Um Video ESPECTACULAR - "...

. Já entrou dentro do cockp...

. O futuro forum de Leiria

. Contrariar a abstenção de...

. Oportunismo na Solidaried...

. Páscoa 2008

. M23 e o novo sistema de a...

. Cobertura pode contribuir...

. Ainda existe encanto nos ...

. Falar muito e não dizer n...

. Museu do coleccionismo

. I Antologia de Poetas Lus...

. Carta aberta ao Senhor Pr...

. Turismo – Um futuro para ...

. Um dia EU IREI A MOÇAMBIQ...

. Lançamento do livro "Pala...

. Mobbing ou Assédio Psicol...

. Portugueses à imagem do v...

. Rentabilizar o Castelo de...

. “Santos da casa não fazem...

. O Sr. Pedro

. Bica de Cultura

.arquivos

. Abril 2011

. Abril 2010

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. cultura(16)

. curiosidades(7)

. dia-a-dia(8)

. ideias(8)

. laboral(4)

. links(15)

. livro de reclamações(8)

. moçambique(8)

. património(10)

. património moçambique(6)

. prazer da vida(7)

. recordações(12)

. sociedade(20)

. tesouros(16)

. todas as tags

.subscrever feeds