Terça-feira, 22 de Maio de 2007

Que geração jovem é esta?

Quantas vezes ouvimos dizer que esta geração jovem está completamente fora dos parâmetros quanto aos seus comportamentos, pobre quanto à sua cultura, vazia quanto aos seus ideais, deficitária quanto à sua educação, etc?
Pois eu não concordo.
Penso que é uma geração vítima do que fizemos por ela, mais concretamente, do que fizemos bem e do que fizemos mal.
Nos dias de hoje existem menos espaços livres e seguros para brincarem, menos acompanhamento por parte dos pais, tanto a nível educativo, como afectivo, vivem expostos a um maior numero de perigos, são alvo de uma gigantesca quantidade de campanhas de publicidade, de pressões sociais, de objectivos impostos pelos pais e pela sociedade, de tecnologia e informação, e de muitas mais situações que há menos de 35 anos não possuíamos.
Conseguem porém estudar, tirar cursos extra curriculares, estar a par da última tecnologia no mercado, praticar desportos radicais, viajar, namorar, inovar, lidar com tanta informação não escolar (e acreditem que é muita….), suportar a ausência física e pedagógica dos seus pais, o pouco afecto, a incompreensão deles para os problemas infantis e juvenis, a falta de diálogo, etc. Enfim…uma imensidão de problemas que se pensarem bem não eram tão frequentes há 35 anos atrás.
Os mais dogmáticos poderão argumentar que não é bem assim, que havia outros problemas no passado que agora já não existem, que a juventude hoje está mais acompanhada, mais segura, mais dotada de meios, etc.
Poderão ter alguma razão, mas isso não invalida nem diminui o seu valor, pelo contrário, estão mais protegidos em alguns aspectos, mas noutros não. Não se esqueçam que a informação dentro daquelas cabecinhas é dezenas de vezes superior e mais complexa comparativamente às existentes no passado e que o tempo não rende na mesma proporção, a quantidade de informação assimilada num determinado espaço temporal, ocupa muito mais espaço e dá pouca margem de manobra à predisposição para os parâmetros que alguns apelidam de normais.
Alguns daqueles que se queixam desta geração, poderiam desde já fazer uma introspecção e uma reflexão, analisando o que contribuíram, o que contribuem e como podem vir a contribuir para o sucesso desta juventude, deixando de lado a crítica fácil e pouco produtiva.
Na minha opinião, existe ainda muito que fazer, se é que se pode medir a quantidade e o tempo que levará, mas estou convicto que os jovens de hoje iniciaram uma geração de heróis a partir do momento em que nasceram e esperam de nós a ajuda que necessitam para manter esse rumo de sucesso que todos desejamos.
tags:
publicado por Paulo Batista às 00:37
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Hugo Aguiar a 25 de Maio de 2007 às 12:04
É verdade que é bastante comum ouvirmos ou lermos frases negativas em relação a esta geração jovem, mas continuo com a dúvida: essa é a opinião da maior parte dos portugueses ou apenas de alguns com características "estranhamente especiais"?
Acredito que essa opinião não seja a da maioria dos portugueses embora seja essa que muitas vezes nos chega através dos meios de comunicação social. De qualquer maneira a dica está dada: "Alguns daqueles que se queixam desta geração, poderiam desde já fazer uma introspecção e uma reflexão, analisando o que contribuíram, o que contribuem e como podem vir a contribuir para o sucesso desta juventude, deixando de lado a crítica fácil e pouco produtiva."
De Paulo Batista a 25 de Maio de 2007 às 20:20
Boas Hugo.

É evidente que não podemos generalizar quanto há opinião negativa em relação aos jovens de hoje. Mas acho sim, que muitos dos críticos desta geração, só o são, porque sofrem inconscientemente, pela razão de não terem podido usufruir enquanto jovens, da mesma liberdade e de acharem que já é tarde de mais para gozar a vida. Erradamente, é claro! No entanto não se pode ignorar completamente essa apreciação, pois sabemos que os excessos existem e são até bastante frequentes.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O TERRORISMO DA CRISE

. Mobbing no local de traba...

. Mobbing no local de traba...

. Exposição "Rostos de Moça...

. Piquenique - Convivio - p...

. "Rostos de Moçambique" de...

. Guernica de Picasso em 3D

. ACRENARMO - Associação Cu...

. Exposição de Fotografia -...

. E se Obama fosse africano...

. Os melhores Links

. Fotos de Moçambique 2007 ...

. Apelo!!! - Procuram-se pe...

. O que fazer com o Magalhã...

. Um site escolar que vale ...

. ZÉ CARIOCA NO RIO(uma rar...

. Teste a sua TENDÊNCIA POL...

. Qual a idade do seu céreb...

. Salvem a Litratura Portug...

. Netemprego – Bolsa da tre...

. Tesouros perdidos - Music...

. Batalha de Aljubarrota- 1...

. Batalha de Aljubarrota- 2...

. Desenhos animados do noss...

. Empréstimo de blogue.

. Pluri e mono emprego

. Biografia - José Afonso (...

. Museu Virtual - Aristides...

. Um Video ESPECTACULAR - "...

. Já entrou dentro do cockp...

. O futuro forum de Leiria

. Contrariar a abstenção de...

. Oportunismo na Solidaried...

. Páscoa 2008

. M23 e o novo sistema de a...

. Cobertura pode contribuir...

. Ainda existe encanto nos ...

. Falar muito e não dizer n...

. Museu do coleccionismo

. I Antologia de Poetas Lus...

. Carta aberta ao Senhor Pr...

. Turismo – Um futuro para ...

. Um dia EU IREI A MOÇAMBIQ...

. Lançamento do livro "Pala...

. Mobbing ou Assédio Psicol...

. Portugueses à imagem do v...

. Rentabilizar o Castelo de...

. “Santos da casa não fazem...

. O Sr. Pedro

. Bica de Cultura

.arquivos

. Abril 2011

. Abril 2010

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. cultura(16)

. curiosidades(7)

. dia-a-dia(8)

. ideias(8)

. laboral(4)

. links(15)

. livro de reclamações(8)

. moçambique(8)

. património(10)

. património moçambique(6)

. prazer da vida(7)

. recordações(12)

. sociedade(20)

. tesouros(16)

. todas as tags

.subscrever feeds