Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Qual a idade ideal para deixar a casa dos pais?

Essa é uma pergunta cada vez mais frequente no seio das famílias.
É uma pergunta engraçada, pois não tem uma resposta tipo e varia consoante o grau de apego sentimental.
Existem duas vertentes da pergunta, a primeira refere-se à idade prematura dos jovens, a segunda à idade avançada dos “jovens”.
Há quem diga, “ainda é muito cedo, ela ainda é uma criança” e também, “já está mais do que na idade para ir à sua vida”.
No primeiro exemplo, o jovem ainda não tem um sustento, um objectivo na vida, uma linha de rumo, tendo necessidade de definir esse objectivo de vida e de reunir condições para tal.
No segundo a questão é mais complicada, pois nota-se um certo mal estar dos pais pelo facto do filho/a ainda estar em casa com a idade que tem, pois na opinião dos pais já tem idade para ter o seu emprego e a sua independência.
Na verdade, não há uma idade certa para sair de casa, apenas existem condições favoráveis ou não para tomar tal passo. É evidente que após a conclusão dos estudos, há uma fase de adaptação ao mercado de trabalho, às dificuldades de gestão de dinheiro em bens de subsistência, e às privações de folias em detrimento de objectivos definidos.
A responsabilidade de tal etapa da vida não é individual, mas sim partilhada entre pais e filhos. Faz parte da educação de vida ensinar aos nossos filhos e aconselhá-los sobre quais as oportunidades, os perigos, as estratégias de sobrevivência para uma vida independente.
Essa educação deve ser feita o mais cedo possível, pois vai depender dessa interiorização da responsabilidade a consciencialização e o timing para dar o salto para a independência.
A dependência autorizada e pouco reprimida leva a um círculo vicioso incomodativo e relaxado, tornando-se cada vez mais difícil dar o tal passo, tanto por parte dos filhos que tem medo ou se sentem consciente ou inconscientemente confortáveis, como dos pais que não têm coragem ou deixam de ter forças para contrariar a vida acomodada dos filhos.
 
Para os pais, a saída dos filhos de casa não deve significar uma quebra de relações afectivas, mas sim a realização de um projecto e processo de educação de vida.
 
Para os filhos, a saída da casa dos pais não pode significar um abandono ou um corte de relações, mas sim uma realização pessoal, uma auto afirmação das suas capacidades e uma prova de como a educação disponibilizada pelos seus pais está a dar os seus frutos e a ser bem aproveitada, motivo pelo qual devem todos orgulhar-se.
tags:
publicado por Paulo Batista às 00:37
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O TERRORISMO DA CRISE

. Mobbing no local de traba...

. Mobbing no local de traba...

. Exposição "Rostos de Moça...

. Piquenique - Convivio - p...

. "Rostos de Moçambique" de...

. Guernica de Picasso em 3D

. ACRENARMO - Associação Cu...

. Exposição de Fotografia -...

. E se Obama fosse africano...

. Os melhores Links

. Fotos de Moçambique 2007 ...

. Apelo!!! - Procuram-se pe...

. O que fazer com o Magalhã...

. Um site escolar que vale ...

. ZÉ CARIOCA NO RIO(uma rar...

. Teste a sua TENDÊNCIA POL...

. Qual a idade do seu céreb...

. Salvem a Litratura Portug...

. Netemprego – Bolsa da tre...

. Tesouros perdidos - Music...

. Batalha de Aljubarrota- 1...

. Batalha de Aljubarrota- 2...

. Desenhos animados do noss...

. Empréstimo de blogue.

. Pluri e mono emprego

. Biografia - José Afonso (...

. Museu Virtual - Aristides...

. Um Video ESPECTACULAR - "...

. Já entrou dentro do cockp...

. O futuro forum de Leiria

. Contrariar a abstenção de...

. Oportunismo na Solidaried...

. Páscoa 2008

. M23 e o novo sistema de a...

. Cobertura pode contribuir...

. Ainda existe encanto nos ...

. Falar muito e não dizer n...

. Museu do coleccionismo

. I Antologia de Poetas Lus...

. Carta aberta ao Senhor Pr...

. Turismo – Um futuro para ...

. Um dia EU IREI A MOÇAMBIQ...

. Lançamento do livro "Pala...

. Mobbing ou Assédio Psicol...

. Portugueses à imagem do v...

. Rentabilizar o Castelo de...

. “Santos da casa não fazem...

. O Sr. Pedro

. Bica de Cultura

.arquivos

. Abril 2011

. Abril 2010

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. cultura(16)

. curiosidades(7)

. dia-a-dia(8)

. ideias(8)

. laboral(4)

. links(15)

. livro de reclamações(8)

. moçambique(8)

. património(10)

. património moçambique(6)

. prazer da vida(7)

. recordações(12)

. sociedade(20)

. tesouros(16)

. todas as tags

.subscrever feeds